Lekael: Madragara!


Com Tormenta Alpha, Arton e 3D&T se unem novamente em uma versão absurdamente poderosa, veloz, dinâmica e colorida. Aqui, você pode chegar até onde nenhum outro artoniano jamais esteve.

Avatar do usuário

Mensagens: 1229

Registrado em: 22 Jan 2017, 02:15

Mensagem 23 Jan 2017, 02:53

Lekael: Madragara!

Bom dia aventureiros! Tudo bem com vocês? Esse é meu primeiro post. Vários amigos indicaram-me esse fórum e sugestionaram fortemente que postasse essa personagem aqui, então pensei, por quê não? Sempre bom conhecer amigos amantes de 3d&t e Tormenta ^^ Prazer em conhecê-los rs Venho hoje com uma personagem especial para minha mesa. Meu próprio lorde da tormenta.

Lembro-me até hoje, quando li o texto que respondia a pergunta: "Por que só 5 lordes da tormenta" e entre as respostas, a principal dos autores foi maravilhosas: Para que você crie o seu! Mas é claro, cada narrador, cada mesa dá origem a um multiverso novo de Arton, uma linha histórica única! E sabemos o quando os autores estimulam que tomemos as rédias de nossos mundos.

Assim, nasceu então MADRAGARA! Minha Lekael! (Que claro é tão mulher quanto Gatzvalith é homem, mas trato com pronome feminino por pura conveniência xD). Abaixo segue a história dela e sua ficha para Tormenta Alpha! Espero que curtam ^^ E vocês? Ja criaram seus próprios personagens maiores, capazes de mudar todo o seu multiverso? Comentem tb!

Sem mais delongas, com vocês:

MADRAGARA, A PROTETORA.
LADY DA ÁREA DA FLORESTA DA CLARICEA VERMELHA (Sudeste de Lamnor).


Recentemente, boatos incômodos tem chego aos ouvidos do alto escalão da Aliança Negra. Boatos tão impensáveis que foram tidos como falácias, verdadeiras blasfêmias indignas de atenção, diante do absurdo que é a sua descrição. Eles falam de um lugar, ao sudeste do continente, onde elfos, goblinoides, humanos e outras raças, foram vistos atuando juntos, combatendo membros da aliança como irmãos e até mesmo os sequestrando soldados de suas fileiras. Eles surgem de lugar nenhum, com mascaras de insanidade desenhadas em suas expressões. Em seus corpos, carapaças rígidas, pinças afiadas e antenas insetoides, donde vazam pus e sangue fétido, tudo tingido em vermelho. Vermelho sangue. Vermelho tormenta. Não sendo isso repugnante o suficiente eles afirmam terem presenciado a visão de cordões umbilicais necrosados dependurados em seus umbigos, que de tempos em tempos se contorcem, expelindo sangue e ressoando um som tão estridente, que muitos optam por perfurar os próprios tímpano as escutá-lo. Os principais generais de Thwor, tão ocupados com a avanço das tropas para o reinado, escolheram ignorar essas lendas estúpidas, dado a fato de se tratarem de um lugar tão distante do continente. Entretanto, em breve, ignorar esses contos não serão uma opção. Pois eles não são histórias para assustar ninhadas.

São relatos dos ataques do filhos de Madragara.
E eles estão vindo.

Madragara é um lekael cuja função difere um tanto dos demais. Ela é um simbionte. Não se sabe como ou porquê, mas apesar dos simbiontes serem utilizados para corrupção e assimilação, Madragara evoluiu e foi além. Talvez tenha sido criada justamente para ser usada na invasão de Arton. Talvez ela seja uma prova de que a Tormenta está se adaptando e evoluindo para vencer a guerra. Independente de sua origem, ao chegar a Arton, este Lekael assimilou um conceito inesperado dos artonianos para si: A maternidade.

Assumindo o mais próximo que um Artoniano consegue conceber da forma feminina em um lefeu, Madragara é uma criatura colossal. Sua face é desprovida de olhos, tendo uma massa de carne inchada estampada como extensão da testa. Possui lábios carnudos, onde habitam pequenos vermes lefeu e quatro fileiras de dentes pontiagudos que se destacam boca a dentro. Embora o topo de sua cabeça seja desprovida de pelos, sendo uma superfície vermelha macabra, dotada de ossos com fraturas expostas, em sua nuca e nas laterais do crânio, deslizam grossos fios de cabelo, que poderiam até lembrar o estilo de penteado conhecido como "dread", mas um olhar mais preciso irá notar que tratam-se de tentáculos. Ou melhor dizendo, cordões umbilicais que reagem a estímulos diversos, se contorcendo e chiando. Seis sacos de carne frouxa decoram seu peito estufado, tentando imitar os seios mamíferos, mas ao invés de leite, seus mamilos dentados só conseguem derramar pus e matérias vermelha. As pernas da criatura são definhadas e decorativas apenas, pois ela se desloca através de dois braços fortes, disformes e desproporcionais, cujos músculos são desprovidos da proteção da pele e seus filamentos de carne ficam expostos, jorrando matéria vermelha que escorre como sangue fresco.

Uma barriga inchada, decorada com veias pulsantes e grossas como vermes gigantes, se destaca em seu corpo, onde nela nota-se sua característica mais marcante: De seu umbigo, que mais lembra um furúnculo inchado, nascem dezenas de, adivinhem, cordões umbilicais que se estendem a quilômetros de distância, ligando a Lekael a seus muitos filhos, espalhados por sua área próxima a floresta Clarícea vermelha. E de dentro de suas três "vaginas" (se é que podem ser caracterizadas como tal) , também envoltas em presas afiadas, surgem dezenas de pequenas mãos, que ajudam no parto ininterrupto de demonios lefeu, que nascem da Lekael. Afinal, o coração de sua área do tormenta, habita em seu útero.

Para Madragara, uma criatura criada para a simbiose, não existe conceito mais interessante que o materno, referente a algumas das raças artonianas. Uma vida desenvolve-se no interior de seu corpo e então é expelida para fora, criando um laço que supera a mera necessidade da sobrevivência: O amor. Uma emoção que cria um elo de proteção, nutrição e estimulo para evolução da criatura. O único defeito para ela é que o elo físico entre a cria e a progenitora é partido após o nascimento. Por isso Madragara aperfeiçoou esse sistema, impedindo que os cordões umbilicais se partam. Todas as criaturas em sua área, sejam elas lefeu ou artonianas estão diretamente ligadas ao seu corpo por tentáculos. Qualquer preconceito racial, rivalidades ou ressentimentos são limpos de suas mentes e mesmo elfos e goblinoides podem chamar uns aos outros de irmãos.

Esses tubos compartilham todos os líquidos ou dejetos fisiológicos que normalmente seriam expelidos pelo organismo, entre todos os corpos em ligação com a Lekael. Todos compartilham o que há dentro de cada um. Essa sensação os torna mais ligados, como um único organismo, tornando mais fácil para os artonianos entender a alegria do conceito que é "tudo é lefeu".

Diferente de Aharadak, Madragara não deseja adoração e nem alcançar a divindade. Ela busca adotar as criaturas de Arton como seus filhos e ser amada como sua única mãe. E essa ligação é poderosa. Em sua área de Tormenta, os efeitos físicos como tempestade, ácido, veneno e etc, são menores em comparação as demais, mas seu efeito de corrupção é muito maior. Basta se aproximar dela, para que todas as desvantagens mentais dos personagens tenham seus efeitos dobrados. Assombrado, dependência, devoção e etc. Tudo se torna mais intenso e seus valores diminutivos em atributos (e etc), duplicam. Todos os códigos de honra passam a se relacionar favoravelmente a Madragara, a menos que passem e um teste de r-4. Ser um herói em relação a seus filhos e protegê-los. Ser honesto e respeitar as leis da Lekael. Jamais combater dentro de sua área, são exemplos de como os códigos de honra passam a funcionar. Tudo corrobora para que os invasores ( visitantes) se tornem os novos filhos de Madragara e aceitem se ligar a ela através da penetração de seus tubos vermelhos.

Quando isso acontece, você experimenta a verdadeira felicidade. Suas carências, traumas, desejos e angustias são amplificados, mas paradoxalmente eles são anestesiados pelo toque da mãe, conforme ela derrama seu ácido fétido para dentro de seu corpo. Uma vez ligado a ela, nenhum deles irá desejar se separar e fará de tudo para proteger esta ligação. Partir um dos cordões umbilicais exige causar dano equivalente ao dobro da resistência da Lekael, considerando que estes tentáculos se encontram em escala Kiodai e utilizam a armadura dela como defesa. As vezes Madragara envia seus filhos em missões para trazer novos irmãos para o lar e então ela mesma rompe os cordões. O desespero é tamanho, que nada mais se passa pela mente de seus filhos, a não ser cumprir a missão o mais rápido possível e retornar para os braços da mãe.

Madragoaa também difere no comportamento para com seus filhos. Se qualquer um deles for atacado ou ferido dentro de sua área (onde a violência é proibida), ela virá pessoalmente punir o culpado, trazendo consigo o centro de toda a tormenta. Então o culpado terá de enfrentar a ira da Lekael, junto a seus filhos obcecados, um exércitos de lefeus paridos ininterruptamente em hordas e todo o poder corruptivo da Tormenta.

Nessa situação haverá duas opções: Ser apagado da existência, ou arrepender-se e implorar para se tornar mais um dos filhos de Madragara, a protetora.
_______________________________________________
Ficha de personagem

MADRAGARA, A PROTETORA 88KI


F7, H7, R7, A7, PDF7 85 pvs, 125 pms (10 pontos presos ao coração).

KIT: Lekael (completo)

Vantagens: Lefeu (completo, poder único: debilitante), coração da tormenta (não há morte), Membros elásticos, membros extras x8, pvs extras x5, pms extras x10, Imortal II, Área de batalha (Seu útero, para onde ela traga seus alvos), possessão, telepatia,

Perícia: Manipulação.

Desvantagens: Insano (obsessiva), protegido indefeso (filhos), modelo especial.
__________________________________________________
Imagens puramente ilustrativas xDDDD Vlw pessoal =D E que rolem muitos rpgs e dados pra nós !

Imagem
Tribo Scarlata


- Magika (on):Leonel Alvarez
- Crônicas da Tormenta (on):Angra dos Cabelos de Fogo ALPHA
- Outono (on):Dream & Nightmare
- A noite do Lagarto(on): Orgo Corta-Rocha
- Aurora Carmesin(on): Scarlata Jihad / Jihad da areia vermelha
- Era de Arsenal(on): Angra Cabelos de Fogo
- Ilha do Umbral de Fogo (on): Jafar-Abadi


Avatar do usuário

Mensagens: 3250

Registrado em: 10 Dez 2013, 13:50

Mensagem 23 Jan 2017, 16:41

Re: Lekael: Madragara!

Muito foda seu Lekael! Já tinha lido lá no Masmorra, foi uma boa trazer ele pra cá!
"Barbárie é o estado natural da humanidade. A civilização não é algo natural. É um capricho de circunstância. O barbarismo há de triunfar sempre no final."

- Robert E. Howard
Avatar do usuário

Mensagens: 1229

Registrado em: 22 Jan 2017, 02:15

Mensagem 23 Jan 2017, 17:03

Re: Lekael: Madragara!

ISMurff escreveu:Muito foda seu Lekael! Já tinha lido lá no Masmorra, foi uma boa trazer ele pra cá!


Muito obrigado cara!! =D To gostando do fórum!
Tribo Scarlata


- Magika (on):Leonel Alvarez
- Crônicas da Tormenta (on):Angra dos Cabelos de Fogo ALPHA
- Outono (on):Dream & Nightmare
- A noite do Lagarto(on): Orgo Corta-Rocha
- Aurora Carmesin(on): Scarlata Jihad / Jihad da areia vermelha
- Era de Arsenal(on): Angra Cabelos de Fogo
- Ilha do Umbral de Fogo (on): Jafar-Abadi



Voltar para Tormenta Alpha

Quem está online

Usuários navegando neste fórum: nenhum usuário registrado e 1 visitante.