Qual a sua classe favorita? Mais Odiada?


Tormenta é o RPG mais completo do Brasil. São tantos suplementos que você vai mesmo precisar conversar com o pessoal para acompanhar tudo!

Avatar do usuário

Mensagens: 197

Registrado em: 24 Mar 2014, 12:40

Mensagem 04 Ago 2018, 12:48

Qual a sua classe favorita? Mais Odiada?

Tópico para descontrair

Conte um pouco sobre a classe que você mais gosta. O que te atrai nela? Mecânicas? Fluff? Bom de interpretar? Uma combinação de tudo? Tem dicas para jogar com ela?

Alternativamente, qual a classe que você mais odeia e porque? Forte demais? Fraca demais? Fluff não faz sentido algum? Torna o jogo um porre para todo mundo?

Se preferir pode responder tanto para classes básicas quanto CdPs.
Avatar do usuário

Mensagens: 197

Registrado em: 24 Mar 2014, 12:40

Mensagem 05 Ago 2018, 00:12

Re: Qual a sua classe favorita? Mais Odiada?

Okay, vou começar entaão

Classe Favorita:

Monge. É uma classe que peguei gosto de jogar recentemente. Grande parte foi por causa da excelente analise da classe pelo Khrjstjano. Mecanicamente, eu gosto muito por seu uma classe com muita mobilidade, graças aos bônus de deslocamento e pericias. Preferencia pessoal, mas gosto mais quando um personagem faz vários ataques do que um ataque forte, e graças a rajada de golpes, monge consegue um ataque extra com penalidade baixíssima, como não curtir? E também é super flexível de fazer build, é uma classe boa de jogar pura, boa para fazer multiclasse pegando 2-3 niveis, da pra jogar focando em fazer um tanto de ataque, focando em manobra, focando em shuriken...aposto que até focado em mão vibrante dá.

Nem preciso comentar sobre a temática, a ideia do artista marcial é um clássico. É uma classe boa de interpretar, talvez pelo tanto de exemplos que a gente absorveu de todo tipo de mídia ao longo dos anos. Monges podem ser sérios, podem ser piadistas. Podem ser nobres, podem ser Malignos. Podem ser religiosos, ou podem confiar apenas em sua força interior. E o melhor de tudo, é como a classe representa bem mecanicamente esse arquétipo. Ja falei sobre toda a mobilidade e ataques rápidos que associamos a monges estão ali, mas até as habilidade mais fluff são bacanas, corpo atemporal, vazio,diamente...tudo passa essa ideia de alguém em controle de seu corpo e espirito. Auto-perfeição então, talvez uma das melhores habilidades de nível épico do sistema, você se sente foda, desvia de qualquer ataque, é tão zen que nenhum ataque mental te afeta...

Boto lutador/monge das armas junto no meio, para alguns estilos de personagem (especialmente em termos de tendência) e se quiser focar mais em atacar mesmo, é uma opção ótima também. Mecanicamente, tem muito do que faz o monge uma classe divertida.

Classe mais odiada:

Mecanicamente: Abençoado. A ideia de um conjurador divino espontâneo é valida, o problema que a classe não te dá NADA de interessante ao avançar de classe. Ganha uns RD ridículo, uma aura que pode curar bastante , e +2 se sabedoria no nivel 20...Tirando NPC, nunca vi ninguém pegar mais que 1 nível dessa classe, o que é outro problema. Se a classe fosse apenas chata, nem ia dar bola, o problema é essa centelha divina que só existe para possibilitar combo. Seja as centelhas roubadas de khalmyr e Lin Wu, seja devotos conseguirem talentos que normalmente estaria fora de questão para ele. Eu entendo a "lógica" de permitir que possuidores da centelhas não precisam seguir as tendências do seu deus, mas isso sempre resulta em personagens, sei la, meios dissonantes, convenientes...

Khalmyr abençoa um tanto de goblins que são fodas na pericia X. Essa centelha nunca tem nenhuma relevancia para o personagem em si, ele nunca desenvolve esses poderes, nunca busca saber porque ele é assim...está simplesmente feliz em fazer uma armadura completa em um dia e ganhar din din. Lin wu também adora abençoar um bárbaro selvagem, talvez seja um plano divino para levar a honra para esses povos pouco civilizados....Nunca funcionou, bárbaro só liga que mago não faz cabeça de bárbaro doer. Lin wu então resolve abençoar outro bárbaro, quem sabe agora funciona...

Pior que em termos de fluff, eu gosto da ideia da classe. Abençoados passa a ideia que os deuses de Arton são presentes no mundo. Me lembra um pouco os semi-deuses da mitologia grega: não são filhos, mas escolhidos dos deuses. Acho que essa classe poderia receber um remake, torna-la mais interessante e mais do que o 1-lvl-wonder que é hoje na minha opinião.

Em termos de fluff, classe que eu mais desprezo é o Vassalo. Primeiro, é uma variante de Paladino que de Paladino não tem NADA! Nem detectar o mal, DETECTAR O MAL! Segundo, que por ser uma variante de Paladino, a classe fica presa aos grilhos do paladino. Não seria um problema se fosse de fato um paladino (o que não é), mas é uma classe que é muito envolvida em ambição politica (outra coisa anti-paladino, se o estado da ordem da luz é qualquer indicativo). Isso te elimina um tanto de possibilidade interessantes e moralmente ambíguas, como intrigas, invasões agressivas e golpes. Mas por ultimo, e mais importante, atribuir tanta influência politica para uma classe (o cara chega a IMPERADOR no 20° nível cara, o cara não tem um reino , TEM VÁRIOS) é uma péssima ideia. Influência nesse nível deveria ser algo a ser conquistado, Vassalo ganha isso de mão beijada, se tem um vassalo na mesa a campanha tem que ser planejada pensando nisso, Unica classe que tem seu destino escrito nas estrelas, só não precisa morrer que vai tudo se alinhar. E inevitavelmente, vai ter um protagonismo no meio, o Vassalo por ser LB tem que avançar fazendo favores para nobre tal, missões para o rei, etc etc...e vai levar o grupo consigo, os coadjuvantes da história.

Mensagens: 10

Registrado em: 19 Jul 2018, 12:04

Mensagem 08 Ago 2018, 12:26

Re: Qual a sua classe favorita? Mais Odiada?

Sempre gostei de mago generalista (frutos do 3.5) mas em TRPG acho ele meia boca. Então em TRPG gosto muito da lógica do Paladino Santo. Não por mecanicas mas pela capacidade interpretativa.

A que mais odeio é Amador Farsante. Classe desonesta para c********. Podia ter a mesma mecanica do Usurpador que estaria sussa mas utiliza a perícia mais combada e supervalorizada do sistema contra uma das características mais baixas em geral. Várias vezes nem fazia os testes para os NPCs, essa classe só foi contornada com regras caseiras e mesmo assim ela ou quebrava meu planejamento (fazendo um boss ser morto no segundo turno de combate) ou frustrava o jogador (quando eu punha arcanos como inimigos).

Voltar para Tormenta

Quem está online

Usuários navegando neste fórum: nenhum usuário registrado e 4 visitantes.