Discussão sobre o cenário de Tormenta


Tormenta é o RPG mais completo do Brasil. São tantos suplementos que você vai mesmo precisar conversar com o pessoal para acompanhar tudo!

Avatar do usuário

Mensagens: 186

Registrado em: 24 Mar 2014, 12:40

Mensagem 04 Fev 2018, 12:32

Re: Discussão sobre o cenário de Tormenta

BURP escreveu:O que eu acho é: pra que usar um clichê tão batido quanto "foi sequestrado quando bebê e treinado nas artes secretas de um povo exótico" quando ele pode fazer algo muito mais legal e inventar o próprio clã de ninjas dinossauros de Galrasia?


Aprovo a ideia, até porque artes marciais não é coisa só de monge enfiado em templo, não vejo porque alguma tribo da galrasia não pode ter sua propria arte marcial e manjar dos paranaué.
Avatar do usuário

Mensagens: 37

Registrado em: 19 Abr 2016, 13:21

Localização: Hellcife, PE

Mensagem 10 Fev 2018, 18:21

Re: Discussão sobre o cenário de Tormenta

Não sei se é o local certo para perguntar...
Em que livro os lordes da Tormenta se manifestam durante uma batalha entre exércitos? Tem uma descrição fodástica do que todos sentem e tal
"Agora vocês todos conhecerão
os bardos e suas canções
Quando as horas se passaram
Eu fecharei meus olhos
Em um mundo distante
Nós poderemos nos encontrar novamente
Mas agora ouça minha canção
Sobre a aurora da noite
Vamos cantar a canção dos bardos"


(The Bard's Song - Blind Guardian)
Avatar do usuário

Mensagens: 12011

Registrado em: 09 Dez 2013, 17:50

Mensagem 10 Fev 2018, 18:50

Re: Discussão sobre o cenário de Tormenta

Se está falando da Primeira Batalha de Amarid só no Tormenta D20 pelo que me lembro..

Se for a Segunda Batalha de Amarid ela é mostrada no Crânio e o Corvo.
Melhor queimar do que apagar aos poucos.
-Neil Young.
o lema dos 3D&Tistas
"-seremos o ultimo foco de resistência do sistema"
Warrior 25/ Dark Knight 10/ Demi-God.
Avatar do usuário

Mensagens: 43

Registrado em: 27 Dez 2013, 15:12

Mensagem 10 Fev 2018, 21:42

Re: Discussão sobre o cenário de Tormenta

Tava pensando esses dias sobre o papel de Khalmyr no cenário

Ele sempre foi considerado o paradigma do cavaleiro de armadura brilhante que enfrenta o mal, mas nunca se falou nada a respeito desse aspecto. O mais próximo disso é o papel de executor de sentença do líder do Panteão (cargo que ele não mais possui).

Além disso, há a questão que eu considero a mais depreciativa para o personagem: a despeito de ele ser o deus da Ordem e da Justiça, aquela se sobrepõe a esta; Khalmyr é citado ao longo do das narrativas do cenário como um maluco cheio de TOC, enquanto muitos de seus servos não passam de "servidores públicos burocratas". Não que essa fixação por ordem seja ruim; o que é ruim é que o deus é resumido somente a isto. Onde fica a justiça? Restrita e executada pelo tribunais regidos pelos clérigos da divindade apenas? E o paradigma de cavaleiro? Foi sufocado pelo Roberto Carlos de Arton, com seus TOCS e cheio de manias como na música do Raça Negra?

Enquanto Khalmyr é retratado desta maneira, a guerra se espalha pelo mundo, a Tormenta avança, o caos instalado como nunca antes, e ele estático.

Eu acredito que está na hora de dar uma sacudida no personagem, trazer ele para os holofotes e tornar ele aquele símbolo do cavaleiro abnegado, que avança para destruir o mal, mesmo ao custo da própria vida.

Enfim, gostaria de discutir com os demais colegas acerca deste personagem que é um dos meus preferidos (senão O preferido)
Avatar do usuário

Mensagens: 12011

Registrado em: 09 Dez 2013, 17:50

Mensagem 11 Fev 2018, 07:54

Re: Discussão sobre o cenário de Tormenta

Onde estava a Justiça em prender uma inocente em cárcere privado por causa de ciúme?

Onde estava a Justiça em criar um monstro que ameaça toda uma espécie de extinção por causa do furto do artefato pessoal que ele próprio teme?

Onde estava a Justiça onde ele se dobra ao mais tolo argumento por causa do reino que vive?

Khalmyr merece todas as piadas de Prassa, pois ele é o pior deus do panteão.

Mas já tivemos pistas sobre um certo Cavaleiro de Armadura Brilhante salvando pessoas em uma Gazeta, basta retornarem o plot.
Melhor queimar do que apagar aos poucos.
-Neil Young.
o lema dos 3D&Tistas
"-seremos o ultimo foco de resistência do sistema"
Warrior 25/ Dark Knight 10/ Demi-God.
Avatar do usuário

Mensagens: 43

Registrado em: 27 Dez 2013, 15:12

Mensagem 11 Fev 2018, 13:30

Re: Discussão sobre o cenário de Tormenta

Lord Seph escreveu:Onde estava a Justiça em prender uma inocente em cárcere privado por causa de ciúme?

Onde estava a Justiça em criar um monstro que ameaça toda uma espécie de extinção por causa do furto do artefato pessoal que ele próprio teme?

Onde estava a Justiça onde ele se dobra ao mais tolo argumento por causa do reino que vive?

Khalmyr merece todas as piadas de Prassa, pois ele é o pior deus do panteão.

Mas já tivemos pistas sobre um certo Cavaleiro de Armadura Brilhante salvando pessoas em uma Gazeta, basta retornarem o plot.


É exatamente essa a questão

Não há justiça. O deus é o cara da burocracia, mais preocupado com a ordem absoluta do que aplicar justiça, e vem deixando o caos se instalar no cenário desde a primeira edição

Bom saber desse cavaleiro... Lembro de ter lido algo a respeito, mas não lembro onde

Eu acho que Khalmyr, pra deixar essa piada de armadura que é hoje, deveria era ser mais direto no combate à maldade. Penso até que a "morte" dele em combate contra um inimigo formidável seria interessante. Quem sabe até ele se tornaria um deus da morte, numa pegada mais Kelemvor de Arton
Avatar do usuário

Mensagens: 12011

Registrado em: 09 Dez 2013, 17:50

Mensagem 11 Fev 2018, 13:39

Re: Discussão sobre o cenário de Tormenta

Se aquela Senhora que deseja ver o mundo pegar fogo estiver certa, um Deus nunca muda. Pode trair sua natureza, mas nunca mudar plenamente.

E quanto a combater o mal, nem os Paladinos mortais são obrigados a isso.
Melhor queimar do que apagar aos poucos.
-Neil Young.
o lema dos 3D&Tistas
"-seremos o ultimo foco de resistência do sistema"
Warrior 25/ Dark Knight 10/ Demi-God.

Mensagens: 77

Registrado em: 19 Ago 2017, 00:41

Mensagem 11 Fev 2018, 20:01

Re: Discussão sobre o cenário de Tormenta

bem vou dar minha opinião sobre o assunto,eu penso que o lado mais cavalheresco dado a khalmyr é algo atribuido a ele pelos mortais e não algo intrisico de sua natureza/conceito primordial,ele parece representar a justiça sem parcimonias se tem uma lei dizendo que roubar algo deve ser punido com a morte khalmyr iria cumprir isso sem nem questionar,não importa se o ladrão roubou por necessidade ou não,e sobre ele ser o pior deus do panteão bem acho que esse pensamento veem do proprio conceito dele,ele é justiça mas nem sempre a justiça é justa com todos,como ja disse um dos maiores nomes do transporte alternativo a justiça é injusta

Mensagens: 142

Registrado em: 03 Mar 2016, 21:59

Localização: Lá na esquina!

Mensagem 11 Fev 2018, 20:42

Re: Discussão sobre o cenário de Tormenta

Demantos escreveu:Tava pensando esses dias sobre o papel de Khalmyr no cenário

Ele sempre foi considerado o paradigma do cavaleiro de armadura brilhante que enfrenta o mal, mas nunca se falou nada a respeito desse aspecto. O mais próximo disso é o papel de executor de sentença do líder do Panteão (cargo que ele não mais possui).

Além disso, há a questão que eu considero a mais depreciativa para o personagem: a despeito de ele ser o deus da Ordem e da Justiça, aquela se sobrepõe a esta; Khalmyr é citado ao longo do das narrativas do cenário como um maluco cheio de TOC, enquanto muitos de seus servos não passam de "servidores públicos burocratas". Não que essa fixação por ordem seja ruim; o que é ruim é que o deus é resumido somente a isto. Onde fica a justiça? Restrita e executada pelo tribunais regidos pelos clérigos da divindade apenas? E o paradigma de cavaleiro? Foi sufocado pelo Roberto Carlos de Arton, com seus TOCS e cheio de manias como na música do Raça Negra?


Eu também gosto bastante do personagem, e percebo que a forma que ele é retratado mudou bastante.

Antigamente era retratado como um deus de justiça e bondade, atualmente é descrito como se fosse o deus do equilíbrio e simetria.

Também vejo o personagem muito passivo, ele não age, só reage as situações. Gostaria de ver mais um lado mais ativo do personagem, mostrando melhor as suas motivações de justiça e bondade.

Eu gostei do "Roberto Carlos de Arton" :lol: .

Demantos escreveu:Enquanto Khalmyr é retratado desta maneira, a guerra se espalha pelo mundo, a Tormenta avança, o caos instalado como nunca antes, e ele estático.

Eu acredito que está na hora de dar uma sacudida no personagem, trazer ele para os holofotes e tornar ele aquele símbolo do cavaleiro abnegado, que avança para destruir o mal, mesmo ao custo da própria vida.


Aqui já é um ponto que discordo, os deuses (juntamente com outras figuras grandes, como sumo-sacerdotes, arquimagos, heróis épicos, etc.) não vão descer dos céus e resolver os problemas do cenário, isso existe para os personagens jogadores.

Para complementar, segue um trecho do Manual Básico:

Tormenta RPG Manual Básico, pág. 22 escreveu:2. Os outros não farão seu trabalho.
Arquimagos. Sumo-sacerdotes. Dragões-reis. Deuses maiores e menores. Arton é populoso em seres de grande poder e infl uência. Mas aquele que cruza os braços e espera que regentes ou deuses resolvam os problemas do mundo pode ser qualquer coisa — exceto um herói aventureiro.
Não se iluda. Os poderosos de Arton estão ocupados com seus próprios assuntos. O Panteão não mandará uma equipe de avatares para destruir o Lorde da Tormenta. Talude e Vectorius não lançarão raios para dizimar as legiões da Aliança Negra. O imperador Aurakas não enviará um batalhão de minotauros para caçar pistoleiros em Smokestone, e o Protetorado do Reino não marchará até Lamnor para salvar a princesa élfica Tanya. Essas missões pertencem aos personagens jogadores.


Mas em termo de história, temos personagens "não divinos" que representam bem o aspecto do deus da justiça, como Orion Drake (Trilogia da Tormenta) ou William Heuser (Conto Hedryl, Crônicas da Tormenta Vol. 1), por exemplo.

Demantos escreveu:Enfim, gostaria de discutir com os demais colegas acerca deste personagem que é um dos meus preferidos (senão O preferido)


Eu também gosto dele, um dos personagens que mais gosto do cenário, sem sombra de dúvida.
Avatar do usuário

Mensagens: 43

Registrado em: 27 Dez 2013, 15:12

Mensagem 12 Fev 2018, 16:21

Re: Discussão sobre o cenário de Tormenta

Eu fico nessa de dizer que Khalmyr deveria colocar a mão na massa, mas sei que é inviável. Isso é a minha maluquice de querer um "Tempo das Perturbações" em Arton.

E a menção ao paladino do conto Hedryl foi muito boa, aquele personagem é fantástico! Acho que foi meu conto preferido da coletânea

Outra coisa que eu nunca gostei muito - e que acho que será responsável por mudar o status quo de Khalmyr - é o ditado "Khalmyr tem o tabuleiro, mas quem move as peças é Nimb": o deus do caos vai acabar se enchendo do quão caótico está o mundo e vai mobilizar Khalmyr para que este traga um pouco de ordem :lol:
AnteriorPróximo

Voltar para Tormenta

Quem está online

Usuários navegando neste fórum: Majestic-12 [Bot] e 3 visitantes.