Guarda Planar - Aventura


Avatar do usuário

Mensagens: 5661

Registrado em: 11 Dez 2013, 14:40

Mensagem 20 Fev 2018, 15:36

Guarda Planar - Aventura

A Fortaleza Planar


Imagem


Uma obra prima da arquitetura interdimensional, incomparável em qualquer plano que visite. Sua forma oval com extensas pontes em seu maior diâmetro serviam como ancoradouro e hangar para as mais variadas naves estelares, tão distintas que seria impossível descrever todas. Em suas pontas, torres kilometricas serviam como farol quando ela atravessava uma nebulosa. Luzes tão brilhantes e alegres que pareciam comemorar alguma data festiva de grande importância. Seus 100 andares, cada um com ao menos três subdivisões de nível divididos em várias regiões menores, podiam abrigar feras de dezenas de metros de altura com folga. Recoberta por inúmeros painéis vítreos fabricados pela melhor combinação de ciência, tecnologia e magia.

Seu interior era como um mundo, ou melhor, como vários mundos, mundos infinitos. Nenhum andar era igual ao outro, mas todos tinham algumas semelhanças. Durante o dia os painéis vítreos refletem o céu e até mesmo a passagem do sol seguindo fielmente a passagem das horas, permitindo que seus habitantes possam desfrutar da sensação de estarem em sua própria dimensão, apreciando tanto o nascer quanto o pôr do sol. Até mesmo as estações do ano são replicadas graças a ciência tecnomagica. Um mesmo andar podia ter várias estações que se revezavam entre as regiões do andar, permitindo ter vários tipos de plantações diversificadas o ano todo. A noite, os painéis se tornavam translúcidos, apresentando as mais variadas visões do cosmos possível. Cada andar tinha seu próprio céu, seu próprio horário, suas próprias estações.

O andar principal, o primeiro e maior de todos, era o mais movimentado, onde ocorria o comércio das mais variadas tecnologias e magias, variando de armas, veículos e armaduras a bijuterias, roupas, acessórios, arte e literatura. Verdade seja dita, a grande maioria produzida por membros da própria guarda. O banco responsável por fazer conversão de câmbio entre os valores monetários diversificados dos vários mundos por onde transitavam, também se localiza no primeiro andar, permitindo aos membros da guarda trocarem seus créditos, o valor monetário usado dentro da Fortaleza, pelo valor correspondente do sistema monetário do mundo que visitariam.

Outra instituição importante nesse andar é o serviço de transportes, que é responsável por fornecer naves ou disponibilizar teletransporte, mágico ou tecnológico, para os membros da guarda que atuam em campo. Não apenas isso, mas a instituição era responsável por todos os tipos de transportes existentes dentro da Fortaleza, possuindo várias filiais espalhadas pelos andares. A do primeiro andar era apenas a principal e com mais recursos. Graças a eles, todos os tipos de pessoas transitam pelas ruas, das mais diferentes raças e culturas. Uma miscigenação que torna não apenas o andar, mas toda a Fortaleza, uma verdadeira cosmópole.

Nos andares do subsolo, que são contabilizados à parte, ficam a casa de máquinas e a maioria dos circuitos mágicos que compõem a estrutura da Fortaleza, sendo responsáveis por todo o seu funcionamento e sustentabilidade de sua estrutura. Devido sua importância, o acesso aos andares do subsolo é restrito e a equipe responsável por sua manutenção é de confiança e competência inquestionáveis, sendo também responsáveis pelos reparos das naves e outros equipamentos que apresentem defeito ao longo de toda a Fortaleza.

Por fim, mas não menos importante, no último andar, o centésimo, fica um enorme castelo cuja arquitetura é familiar a diversos mundos em algum período de sua história. E assim como nos demais andares, seu tamanho é suficiente para permitir a passagem de seres de grande porte com folga, sendo também lá onde reside a Suprema Comandante da Guarda, Kayla Andina. Dizem que possui luxo inimaginável, mas não é fácil tirar prova desses boatos, pois se os andares inferiores são restritos, o centésimo é cem vezes mais. Além da própria comandante, apenas os conselheiros têm acesso ao seu interior.

Banco
O dinheiro usado dentro da fortaleza é o Crédito. Esse valor é controlado pelo banco através do ID de cada membro da Guarda. O ID é uma pulseira que pode ser lida em qualquer comércio existente na Fortaleza, mas não é essencial. É possível comprar qualquer coisa apenas dando seu nome e seu número de identificação. Comprar no nome de outra pessoa exige um pouco mais de tempo, pois o banco usa mensagem telepática para conferir a permissão de uso com o dono legítimo.
Caso estejam a trabalho, Membros da Guarda recebem algum valor monetário, determinado pelos superiores, para iniciar a missão. Tudo depende do que a missão provavelmente envolverá.


Serviços de Transporte
Espalhados através de toda a Fortaleza, são responsáveis por diminuir as distâncias dentro dela. No geral fazem serviços de transporte de pessoa e carga através dos andares, mas há os pacotes de viagens para outros mundos também. Membros da Guarda também tiram “férias”, que na verdade é uma estratégia para manter alguém de vigia em uma dimensão mais calma.
A principal inovação prestada pelos Serviços de Transporte é AERO, uma criatura semelhante a uma nave senciente capaz de entender e falar em qualquer idioma. No entanto também contam com outros meios de transporte mais baratos, e lentos, para quem tem menos recursos ou só prefere aproveitar a viagem.
Quando estão a trabalho, os membros da Guarda podem contar com seus serviços de forma gratuita.


Equipe de Manutenção e Desenvolvimento de Tecnologias
É a equipe responsável por manter toda a Fortaleza funcionando, sendo um trabalho crucial para toda a estrutura e de prestígio inegável. Tudo que é referente a tecnologia e magia é desenvolvido e mantido por seus membros.
São os responsáveis por fornecer Equipamentos e outras utilidades que os agentes de campo possam precisar.

Já que não estava presente antes, resolvi adicionar aqui. Mas já está no tópico de construção.
Equipamento
Cada ponto investido na vantagem passa a representar 1 ponto de Equipamento. Pontos de Equipamento são usados para construir itens substituíveis. No entanto, esses pontos podem ser usados apenas em Talentos, Capacidades e Defeitos. Por exempo, ao se gastar 3 pontos em Equipamento, o jogador constrói uma pistola (Ataque Especial Penetrante Preciso), podendo contar com essa vantagem ao longo da missão. Se na próxima missão quiser trocar de a pistola por um tradutor universal (Idiomas + Genialidade), poderá fazer isso sem precisar gastar seus PEs na aquisição desses Talentos/Capacidades.
Equipamentos são Talentos/Capacidades/Defeitos substituíveis entre missões. E durante elas em alguns momentos. Embora seja possível usar um Equipamento cuja pontuação seja inferior ao que o personagem investiu na vantagem, o contrário é impossível. Simplesmente o personagem não tem capacidade suficiente para manusear um Equipamento construído com pontuação superior a seus investimentos.

Equipamentos podem ser comprados com dinheiro, mas para usar depende dos pontos investidos na vantagem.
Avatar do usuário

Mensagens: 5661

Registrado em: 11 Dez 2013, 14:40

Mensagem 25 Fev 2018, 12:16

Sonho

Giordano Bruno Balaréz


Vocês estava sentado em sua poltrona, apreciando mais um de seus exemplares da sua vasta coleção literária. A tarde estava calma e o sol se punha no horizonte frente a sua janela. Era a vista agradável, que você amava, pois acalmava seu espírito cansado. Um pequena luminária de mesa o ajudava a seguir com sua leitura enquanto a estrela da manhã despedia-se para dar vez ao astro do anoitecer.

O ar fresco e gélido entrava pela fresta deixada aberta na janela. A temperatura do ambiente caía devagar e você sentia o doce beijo gelado da brisa noturna. Uma dama distinta caminha pelo cômodo até a janela e a fecha. Era sua amante a responsável por aquece-lo nas noites frias daquela estação.

Ela se aproxima lentamente de você, debruçando-se sobre os braços da poltrona. Seus longos cabelos caindo por cima de seus ombros, seu olhar sereno, seus lábios suaves e seu rosto angelical se aproximavam lentamente do seu.

De repente um forte tremor os abala. Sua amada tropeça e cai longe de você. Rachaduras surgem pelo chão, convertendo-se em fissuras e em seguida um abismo que os separa. Sua residência rui diante de seus olhos. Vocês tentam alcançar as mãos um do outro, em vão. Ela chama seu nome em um grito mudo, mas você é puxado. Atrás de você um força invisível o arrasta em direção ao firmamento. Antes de perceber, tudo ao seu redor muda.

Você está caindo. Uma vasta floresta verdejante encontrava-se abaixo. Em seu centro, uma árvore gigantesca de proporções inimagináveis. Provavelmente teria levado milhares de anos para chegar a toda aquela grandeza. Ao longe, você avista uma jovem dama de cabelos alvos e pele escura. Ela corria com um belíssimo vestido, rasgado, segurando a saia para poder correr melhor, enquanto era perseguida por dois lobos ferozes. Ela termina encurralada diante um penhasco, que se rompe abaixo de seus pés, levando-a a uma queda.

Você acorda em sua cama, suado e arfando. Sentia seu coração como se estivesse em sua garganta, acelerado e batendo forte. Ao lado de fora, você ouvia uma voz lhe chamar, então se aproxima da janela.

AERO
Imagem
- Senhor Balaréz! Senhor Balaréz! O comandante Fury deseja vê-lo. Estou aqui para levá-lo até sua presença. Avise-me quando estiver pronto para partir.



Cork Baudelaire


Estava uma manhã agradável, você sentia o toque suave dos raios do sol aquecerem suas escamas. Ao menos, a sensação era essa, pois na verdade o que iluminava aquele dia eram os painéis vítreos que apresentavam uma ilusão tecnomágica do que deveria ser o sol, ou ao menos foi isso que lhe explicaram. Para você parecia apenas uma magia de ilusão bem realista.

Você caminhava até a biblioteca do primeiro andar, carregando seus muitos livros alugados em um carrinho de mão infantil. Era um pouco humilhante, mas era o que cabia ao seu tamanho reduzido. Pela manhã haveria menos gente nas ruas e seria mais fácil transitar, além de evitar olhares maldosos em sua direção. Por incrível que pareça, mesmo entre os membros da Guarda Planar, uma organização tão mista, ainda havia preconceito para com os de sua espécie. Você não era atacado, mas sentia os olhares frios das outras pessoas direcionados a você.

Duke
Imagem
- Oh! Se não é o jovem Cork.


Quem lhe chamava era Duke, um dachshund falante, além de um dos poucos a tratá-lo bem. Da última vez que se viram ele o havia recomendado alguns livros de seu autor favorito, e de fato, fora uma boa leitura que eles lhe proporcionaram.

Duke
Imagem
- Vejo que está indo para a biblioteca. Um pouco cedo não acha? Mas eu também gosto de começar minhas manhãs junto com o sol. Conseguiu tirar proveito dos livros que lhe recomendei?


Um pouco tagarela, mas com certeza um bom amigo cujo bom humor era contagiante e, felizmente, menor que você. A única tristeza era que parecia possuir algum tipo de rivalidade inexplicável com Lisanna.

Giordano - teste de Literatura 12
Cork - teste de Crítica Literária 9


Koriann


Havia começado seu treinamento bem cedo. Mal o sol havia nascido e já estava em uma área montanhosa praticando. Buscou por um andar onde a gravidade fosse mais pesada e exigisse mais do seu corpo. Não sentia que precisava de treinamento, mas ao menos os exercícios mantinham sua mente ocupada. Se não fosse assim, seus pensamentos voltar-se-iam novamente para Amethist e aquele aperto em seu peito voltaria a incomodá-lo.

Era difícil evitar se lembrar dos dias que passou com ela. Por tê-la conhecido, um novo horizonte de possibilidades se abriu para você. Ou talvez não exatamente isso, mas o confronto com aquele herói, cujo rosto ainda se oculta na névoa das lembranças perdidas, tenha sido o verdadeiro gatilho. A única certeza que tinha é que independente da causa, fora ela quem o mudou. Pensar sobre isso era difícil. Somente a certeza que isso não acabaria enquanto não enfrentasse de frente era “real”. Infelizmente, temia que ainda não fosse forte o suficiente e por isso treinava. Para fugir e para encarar.

No entanto, seu treinamento é interrompido. Logo um ser enorme de duas cabeças aparece diante de você, caminhando lentamente em sua direção.

Imagem
- Grrrr


Ele resmunga de forma incompreensível, enquanto balança seu braço machado.

Koriann passou no teste para lidar com a gravidade aumentada (CD 10).


É isso gente. O início é um pouco fraco para vocês poderem fazer uma pequena introdução sobre seus personagens. Uma apresentação do que vocês acham importante sobre ele.
Quem ainda não entregou a ficha entrará assim que a tiver entregue.
Avatar do usuário

Mensagens: 7942

Registrado em: 13 Dez 2013, 16:44

Localização: Belo Horizonte - MG

Mensagem 25 Fev 2018, 15:03

Giordano Bruno Balaréz

Giordano abriu os olhos, aterrorizado. Olhou ao redor e viu que estava sozinho. Exceto pelo AERO a janela. Giordano o encarou por alguns instantes, se perguntando se algum diria se acostumaria com a estranheza daquilo.

Giordano Bruno
Imagem
- OK, já estou indo.

Pegou o gravador que deixava ao lado da cama e registrou o que podia lembrar do sonho. Fazia isto desde a infância como um método mnemônico. Ou pelo menos era o que seu criador havia escrito. Até onde sabia, Giordano não tivera uma infância verdadeira, já surgira adulto. Por isso havia tantas lacunas em seu passado – algo que o autor que o inventara nunca se preocupara em criar, nunca precisara.

Levantou-se, tomou banho e preparou algo para comer na viagem, apenas um misto quente e um suco de laranja, além de uma xícara de café que tomou ali mesmo para acordar de vez.

Fez a barba e vestiu-se, escolhendo o paletó e a calça com cuidado, assim como os sapatos. Encarou-se no espelho por alguns instantes, checando se estava tudo de acordo. Pegou seus documentos, suas chaves, e saiu.

Giordano Bruno
Imagem
- Desculpe a demora. Podemos ir agora.

Estava irritado por ter sido simplesmente “arrancado da cama”. O que seria tão urgente para precisar que ele fosse tão rápido? Não podia ligar e marcar uma hora? Bem, ele descobriria quando chegasse lá.
BAÚ DO JUDAS

Azog (Werra Ataca)
Cornélia Volg (Crônicas da Tormenta)
Joaquim Bogart (Ídolos de Aço)
Kallyan de Callistia (Ilha do Umbral de Fogo, TRPG)
Mike The Lucky (Projeto Marvel, M&M)
Shao Jun (Mundo de Arton: Grupo Prata, TRPG)
Tyr de Nilo (Mundo dos Deuses, TRPG)
Vladimir Minsk XI (Outono)

MÁGIKA: ON FICHAS REGRAS
AR MOLHADO: ON FICHAS
Avatar do usuário

Mensagens: 246

Registrado em: 17 Fev 2014, 10:37

Mensagem 28 Fev 2018, 19:47

Re: Guarda Planar - Aventura

Korian estava suado, a gravidade aumentada estava sendo muito útil para melhorar o seu poder de luta e uma grande aliada em manter suas memórias longe por um tempo. Tudo corria com tranquilidade e monotonia, até o momento em que notou a presença daquela montanha de músculos de duas cabeças e com um machado no lugar de um de seus braços. Para uma pessoa comum, aquela figura seria intimidadora, mas para o saiyajin poderia ser o seu treino de combate do dia.

Imagem
- Apresente-se. Ou sentirá a honra em ser derrotado pelas minhas mãos. – Falava com um tom de imponência vindo de alguém que não conhecia o medo e que já estava preparado para um combate iminente.
Bando do Chapéu Preto:
Imagem
Avatar do usuário

Mensagens: 1589

Registrado em: 12 Dez 2013, 15:46

Localização: Cair Paravel - Nárnia

Mensagem 01 Mar 2018, 15:58

Re: Guarda Planar - Aventura

Cork já nem ligava mais para os olhares preconceituosos que recebia. Uma coisa que aprendeu com Lisanna é que, apesar de raras, existem boas pessoas por aí, que não levam em conta a aparencia, mas o caráter. Duke aparentava ser uma dessas pessoas, já que desde que entrou na Guarda, ele sempre o ajudou e não o discriminou. Ao ser questionado dos livros, Cork responde a sua típica voz grave, que não parecia sair de uma criaturinha daquele tamanho.
Cork
Imagem
Bom dia senhor Duke. Estou justamente indo devolver os livros. Realmente são obras fascinantes, embora eu não entenda muito sobre alguns termos relacionados a... Como vocês chamam... Maquinário? Em meu mundo nada disso existe.
Meu Blog: http://dojodokaitosensei.blogspot.com.br/
Boku No Hero, Brazil Hen FICHAS E STATUS GAME ON
Personagens atuais:

- Kai Sandragon - O Mago dos Elementos. - Cronicas Artonianas
- Linus Maxwell - O Preguiçoso Arquimago de Valkária - Werra Ataca
- Ikki, a Fênix - A Fênix que quase mata todos os parceiros constantemente - Disco dos Três
- Dr.Green - O Herói Cientista Louco Controlador de Plantas - Ex-Heróis
Avatar do usuário

Mensagens: 5661

Registrado em: 11 Dez 2013, 14:40

Mensagem 24 Mar 2018, 21:05

Giordano Bruno Balaréz


Assim que termina de se aprontar você vai em direção a AERO que o esperava do lado de fora e comunica sua vontade de partir.

AERO
Imagem
- Muito bem. Suba e segure-se firme!


Você sobe as costas dele e segura-se com força. Sente uma espécie de barreira formar-se ao seu redor enquanto a brisa do vento começa a deixar de atingi-lo.

AERO
Imagem
- Estamos partindo!


Ele começa a voar, a princípio em uma velocidade razoável, mas segue acelerando até atingir uma velocidade impressionante. Aos seus olhos, o cenário se tornar vários borrões indistinguíveis que se vão em alta velocidade. Tão rápido que lhe veio uma certeza, se não fosse a barreira criada por AERO, você cairia para uma morte certa, ou vários dias em um hospital com muitas sequelas no melhor dos cenários.

Enfim, vocês chegaram e AERO lhe responde com toda sua educação pré programada.

AERO
Imagem
- Chegamos senhor Balaréz. Desculpe a demora e qualquer inconveniente. Espero que tenha aproveitado a viagem. Tenha um bom dia. Se precisar de outro transporte sinta-se livre para nos chamar a qualquer hora. Adeus.


Agora você está a frente do prédio de comando de onde partem todas as ordens para todos os membros da guarda. Com exceção de suas dimensões, não tinha nada de muito impressionante a respeito do edifício. Na verdade, era muito similar as bases militares de seu mundo.

De qualquer forma, você segue adentrando o recinto. Havia pouco movimento, algumas pessoas indo e vindo e um guarda, que se mantém indiferente a sua chegada. Assim que nota você parado em frente a porta, uma jovem que passava carregando um table para e dirige a palavra a você.

Jovem (?)
Imagem
- Bom dia senhor. Há algo em que possa ajudá-lo?



Koriann


Você tenta falar com o ser de duas cabeças, mas tudo que consegue em resposta é um grito/grunido impossível de compreender. Mas ele continuava a se aproximar até ficar de a poucos metros. Ele era alto, aproximadamente uns 3 metros ou um pouco mais, seus músculos eram igualmente grandes, e fariam inveja a muitos marombeiros, além disso, sua feição aterradora, somada a uma aparência igualmente intimidante, ficava mais evidente quando estava próximo.

Imagem
- Grrrr


Rugiu novamente enquanto balançava o braço machado colocando a mão boa sobre ele uma vez.


Valgt


Comandante Beatrice Kushan
Imagem
- Quantas vezes eu terei de lembrá-lo que você deve agir em conjunto com sua equipe!?


Gritou a comandante.

Comandante Beatrice Kushan
Imagem
- Não deixe seu talento lhe subir à cabeça. Chegará o dia em que suas habilidades individuais não serão o suficiente para lhe salvar e se não tiver uma boa coordenação com o seu grupo, acabará morrendo.


Ela suspira e respira fundo.

Comandante Beatrice Kushan
Imagem
- Como consequência de suas ações independentes nenhum dos grupos em que te coloco suporta mais que duas missões ao seu lado. Dessa forma não fará diferença onde eu o coloque, as coisas sempre acabarão mal.


Ela começa a remexer uns papéis sobre a mesa e, de repente, seu olhar e expressão mudam. Aparentemente alguma ideia lhe surgiu.

Comandante Beatrice Kushan
Imagem
- Já que é alguém com tanto talento, lhe darei mais uma chance. Pegue essa carta e vá até o local indicado se apresentar. SE APRESSE!


Ela coloca a carta em suas mãos e o empurra para fora da sala, batendo a porta com violência. Novamente, havia sido repreendido. Já era o quinto grupo com o qual atuava e eles sempre tomavam as piores decisões. Tentavam debater sobre como agir ou alguém sempre assumia a liderança e todos obedeciam. Era sempre as mesmas perdas de tempo. Não era melhor apenas agir? Além disso, ninguém parecia saber respeitar seu espaço. Eram todos muito invasivos e incômodos. Seria melhor se conseguisse provar logo seu e ganhar patente o suficiente para ser um agente solo. Enfim, ainda havia chance de provar seu potencial.

PS: Você ainda pode tentar argumentar com a comandante ou seguir direto.



Cork Baudelaire


Duke
Imagem
- Eu entendo o que você quer dizer. Em alguns mundos a magia substitui completamente a tecnologia. Pode-se dizer que o desenvolvimento das artes arcanas é o equivalente a revolução industrial e desenvolvimento da ciência em outros mundos. É compreensível que você tenha dificuldades.


Ele balançava a cabeça em concordância.

Duke
Imagem
- Embora eu não seja um expert em tecnologia e outras áreas da ciência, da onde venho a magia também é algo extremamente raro. Poucos chegaram a presenciar magia e menos ainda são hábeis em dominá-la. Eu mesmo tive grande dificuldade para aprender sobre seus princípios. No entanto, não sou capaz de conjurar como você. Apenas acontece de precisar lidar com um ou outro conjurador quando aparece.


Em meio a conversa, vocês ouvem um estrondo sonoro parecido com um trovão. Era AERO que quebrava a barreira do som enquanto cruzava o firmamento. Uma passagem tão rápida que quando você se vira, já está longe.

Duke
Imagem
- Ora ora ora. Parece que Giordanno está com pressa. Me pergunto o que pode ser tão urgente para um escritor precisar se utilizar de um meio de locomoção tão veloz.


Você nota que Duke falava do escritor dos livros que acabara de ler.

Duke
Imagem
- A propósito, você deveria conhecê-lo. Como apreciador de obras literárias, tenho certeza que se tornariam bons amigos.


Duke parecia ser bondoso ao ponto de se preocupar com sua condição desfavorável. Antes de conhecê-lo, os dias eram difíceis como no tempo antes de Lisanna. Mas desde que se encontraram, não houve um dia em que ele não tenha estado ao seu lado para conversarem mesmo que sobre trivialidades. Ele não era frio como os outros e agora queria lhe apresentar outro amigo, que provavelmente não o julgaria por sua aparência.
Avatar do usuário

Mensagens: 1589

Registrado em: 12 Dez 2013, 15:46

Localização: Cair Paravel - Nárnia

Mensagem 28 Mar 2018, 14:04

Re: Guarda Planar - Aventura

Cork olha para a "criatura" que passa rapidamente maravilhado. Apesar de já ter visto muitas coisas inusitadas na guarda, ainda se impressionava sempre que via uma nova. Duke lhe diz que era o escritor dos livros quem estava "pilotando" e diz que seria uma boa conhece-lo. Normalmente Cork não gostava de conhecer novas pessoas, até porque geralmente espera uma reação negativa das mesmas, mas como Duke é quem estava lhe indicando, o caso era outro. Aprendeu a confiar no amigo canídeo.

Cork
Imagem
Seria muito bom ter mais alguém com quem conversar. Assim que puder, gostaria que me apresentasse a ele.
Meu Blog: http://dojodokaitosensei.blogspot.com.br/
Boku No Hero, Brazil Hen FICHAS E STATUS GAME ON
Personagens atuais:

- Kai Sandragon - O Mago dos Elementos. - Cronicas Artonianas
- Linus Maxwell - O Preguiçoso Arquimago de Valkária - Werra Ataca
- Ikki, a Fênix - A Fênix que quase mata todos os parceiros constantemente - Disco dos Três
- Dr.Green - O Herói Cientista Louco Controlador de Plantas - Ex-Heróis
Avatar do usuário

Mensagens: 72

Registrado em: 15 Out 2017, 23:09

Mensagem 29 Mar 2018, 12:30

Re: Guarda Planar - Aventura

Sala da comandante. Gritaria, desapontamento da parte dela. Deve ser a quinta vez que ela fica assim comigo. Ela me diz irada várias coisas, mas tenho coisa importante a fazer. Checo os meus equipamentos utilizando o menu da minha mente, todos quebrados. Tenho de trocá-los de rápido, rápido, rápido. Cada segundo aqui é desperdício de tempo e tenho nenhuma vantagem sobre isso. Ela pode me dá um tiro na cabeça agora, mas parece que agora ela se acalmou. Minha perna direita está inquieta, ansiedade. Olho para ela, escuto o que ela diz.

Imagem
- Como consequência de suas ações independentes nenhum dos grupos em que te coloco suporta mais que duas missões ao seu lado. Dessa forma não fará diferença onde eu o coloque, as coisas sempre acabarão mal.


Ouvi demais ela. Ela tem razão. As coisas sempre acabarão mal porquê elas sempre tende a acabar mal, lei de murphy. Eu sobrevivo á isso da melhor forma possível. Eles não. Aproveito vantagens antes que me deem um tiro na cara e caia no chão. Eles não. No fim que vive sou eu. Eles não.

Imagem
- ...


Não respondo, não preciso. Preciso consertar os meus equipamentos antes de argumentar com alguém. Melhor forma de ganhar debates é um tiro na cara do outro antes, pois é em sangue que sempre termina. Ela respira fundo. Observo. Está calma, expressão mudou. Tenho que sair daqui rápido, rápido, rápido! Ela vira em minha direção. A genitália dela parece que vai saltar na minha cara de tão justa que está na calça dela. Preciso sair daqui depressa, depressa, depressa! Eu pego os papéis e saio dali, ouvindo as ultimas ordens dela.

Imagem
- Já que é alguém com tanto talento, lhe darei mais uma chance. Pegue essa carta e vá até o local indicado se apresentar. SE APRESSE!


Sai dali. Vou direto para o local indicado. Tenho trabalho a fazer, disfarce a manter, sobreviver. Tenho que ficar aqui. Não posso sair dessa lugar. Não agora, não nesse estado. Não sem vantagem.

Imagem
"Aguente mais, Valgt. Você precisa sobreviver aqui, qualquer lugar que esteja. Você é o melhor nisso. Não se esqueça."
Avatar do usuário

Mensagens: 246

Registrado em: 17 Fev 2014, 10:37

Mensagem 09 Abr 2018, 22:44

Re: Guarda Planar - Aventura

A cada passo daquele ser ameaçador, era possível sentir a tensão aumentar. O monstro podia não entender suas palavras, mas deveria entender o seu tom. Todavia ele continuava andando em sua direção. Tempos atrás isso já seria o suficiente para o saiyajin decidir quebrar alguns ossos dele, mas esses tempos estão no passado. Hoje Korian pretende tornar-se membro efetivo dessa guarda planar e por isso não pode sair matando qualquer um que entrar em seu caminho, não importa o quão feio e ameaçador ele seja. Em razão deste fato, Korian dá um aviso diferente. Dispara um feixe de energia na frente do monstro, com intenção de fazer com que ele pare de se movimentar em sua direção.

Imagem
- Ei verme! Se quiser perder o outro braço, aproxime-se!
Bando do Chapéu Preto:
Imagem

Voltar para Unlimited Isekai Works

Quem está online

Usuários navegando neste fórum: nenhum usuário registrado e 1 visitante.

cron