TRPG - Contos da Taverna - Discussão

Avatar do usuário
Lord Seph
Mensagens: 13714
Registrado em: 09 Dez 2013, 17:50

Re: TRPG - Contos da Taverna - Discussão

Mensagem por Lord Seph » 16 Abr 2018, 13:08

Para meu próximo personagem a vida de aventureiro é uma vida de aventuras com uma nova presa a cada canto.

Então tanto faz para mim, e podemos não nos conhecer também. Não faço questão no caso do Turok.

Imagem

Nome: Turok
Raça: Meio-Dríade
Classe: Ranger 1
Tendência: Caótico e Neutro
Sexo: Masculino Idade: 125 Divindade: Megalokk Tamanho: Médio Deslocamento: 9m Idiomas: Valkar, Élfico e Silvestre Desvantagem: Código do Caçador*

Nunca matar fêmeas Grávidas e filhotes (Capturar vivos caso enfrente). Nunca abandonar uma caça abatida. Sempre escolher a criatura mais ameaçadora.

Habilidades:

FOR 14 (+2), DES 16 (+3), CON 12 (+1), INT 12 (+1), SAB 18 (+4) CAR 10 (+0)

CA: 15/19 (+10, +3 Des, +2 Corsolete de Couro +2, +3 Pele de Árvore, +1 Armamento de Allihanna) PV: 17 PM: 0 PE: 0 PA: 1.

Resistências:

Fortitude: +3 Reflexos: +5 Vontade: +4

Ataques:

Corpo-a-corpo:

Arco Élfico +1 +4 (1d6/1d6 +3 20 x2)

Distância:

Arco Élfico +1 +4 (1d8 +3 20 x3)

Perícias:

Conhecimento (Natureza, Religião) +5, Cura +8, Furtividade +7, Iniciativa +7, percepção +12 (+16 para ouvir), Sobrevivência +12.

Talentos:

Classe: Usar Armaduras (leves e médias), Usar Armas (simples e marciais), Usar Escudos, Fortitude Maior, Reflexos Rápidos, Rastrear.

Regional: Arma de Família.

Desvantagem: Raça Noturna (Visão na Penumbra e +4 para testes para ouvir).

Armamento de Allihanna.

Habilidades Raciais:

+2 Des, +4 Sab, -2 Int.

Empatia Selvagem (+4 em testes de diplomacia com animais).

Constrição, Torcer Madeira, Moldar Madeira, Forma de Árvore, Pele de Árvore. Teste de Vontade (CD 15) em áreas estéreis ou malditas por rodada.

+4 em testes de Percepção e Sobrevivência.

Habilidades de Classe:

Empatia Selvagem, 1° Inimigo Predileto (Humanoides)

Dinheiro: 5 TO ; TP ; TC .

Equipamentos:

Kit Medicamentos (50 TOs, 0,5kg), Kit Aventureiro (10 TOs, 17kg), Bálsamo Restaurador 1 (25 TOs, 0,5kg), Corsolete de Couro (10 TOs, 7kg) Arco Élfico +1 (1,5kg), Flechas x20 (1,5kg).

História: Meio-Dríades costumam ser criados por sua mãe Dríade, ou por seres da natureza como Entes, outras Dríades, Animais ou Druidas, não foi o caso do jovem Turok.

De acordo com os relatos de seu pai, um Meio-Elfo de nome Justin, a floresta onde Turok e sua mãe viviam fora destruída em um incêndio criminoso que acabou por destruir a árvore que abrigava a alma da mãe de Turok.

Justin conseguiu salvar Turok do pior e a partir daí passou a criar o filho com uma visão menos harmoniosa entre a natureza e a própria civilização. Por 100 anos Turok aprendeu a caçar na escuridão da noite e ouvir o mais pequeno som e também a dominar a herança de sua mãe.

O pai de Turok também ensinou a verdadeira natureza de um caçador, permitindo estudar as presas que mataram sua mãe.

Mas antes que Turok fosse totalmente consumido pelo ódio de seu pai, Turok teve um sonho. O sonho falava para não odiar e buscasse seu próprio caminho. Turok fugiu do acampamento de seu pai e levou com ele o arco que ele nunca revelou sua origem.

Hoje Turok vaga por Arton vendendo suas habilidades para quem pode pagar. Mas ele ainda busca uma resposta para aquele sonho e exatamente qual seu significado.

Aparência: Turok parece um meio-elfo de cabelos e olhos verdes. Seu rosto é fechado, como se estivesse a espreita de uma presa.

Personalidade: Turok é calmo e silencioso, mas sempre atento a tudo ao seu redor. Turok se sente desconfortável em cidades e aglomerados de pessoas, mas nos ermos ele se sente em casa.

Devido aos ensinamentos de Justin, Turok aprendeu a adorar Megalokk, não como senhor dos Monstros, mas como Senhor dos Caçadores e da Caça e isso o levou a ver todos como presas. Ele mesmo tem consciência que ele pode ser a próxima presa.

Turok tem um leve desprezo pelos civilizados, mas não os tratará mal.

Ficha postada.
Melhor queimar do que apagar aos poucos.
-Neil Young.
o lema dos 3D&Tistas
"-seremos o ultimo foco de resistência do sistema"
Warrior 25/ Dark Knight 10/ Demi-God.

Avatar do usuário
John Lessard
Mensagens: 5203
Registrado em: 10 Dez 2013, 11:03
Contato:

Re: TRPG - Contos da Taverna - Discussão

Mensagem por John Lessard » 16 Abr 2018, 14:29

Bem, sendo assim, mudarei

Farei algo que preencha uma necessidade do grupo e desta vez visando o lado mais heroico.
Personagens em Pbfs:
Imagem Imagem Imagem Imagem Imagem

Avatar do usuário
Aldenor
Mensagens: 17590
Registrado em: 09 Dez 2013, 18:13
Localização: Curitiba, PR

Re: TRPG - Contos da Taverna - Discussão

Mensagem por Aldenor » 16 Abr 2018, 14:52

Aquila escreveu:Podemos começar no primeiro nível então, mas eu gostaria que o grupo decidisse se quer seguir a idealização de aventureiros ou prefere algo mais solto. Nesse caso, vamos incluir uma referência de objetivo pessoal para cada um.
Eu prefiro que a aventura se encaixe mais ou menos no "objetivo pessoal" dos personagens, mas isso sou eu. Apesar de históricos complexos que eu gosto e costumo fazer, eu faço objetivos bem claros e simples: se aventurar, ajudar as pessoas, ser heroico, desenvolver poderes etc.

Tô na dúvida entre um cruzado de Khalmyr ou um monge da arte da dobra vindo do futuro (filho mais novo de Aldred e Fenyra). Confesso estar mais tentado a esse ahahah.
Imagem Imagem Imagem Imagem Imagem

Imagem Imagem

Avatar do usuário
John Lessard
Mensagens: 5203
Registrado em: 10 Dez 2013, 11:03
Contato:

Re: TRPG - Contos da Taverna - Discussão

Mensagem por John Lessard » 16 Abr 2018, 14:57

Dependendo dessa escolha do Aldenor, penso em um paladino (talvez de Valkaria) e gostaria de saber se no caso de fazê-lo, se ele poderia "brilhar" se tivesse habilidade no combate montado, armado com lança.
Personagens em Pbfs:
Imagem Imagem Imagem Imagem Imagem

Avatar do usuário
Aquila
Mensagens: 3394
Registrado em: 10 Dez 2013, 13:49
Localização: Lamnor
Contato:

Re: TRPG - Contos da Taverna - Discussão

Mensagem por Aquila » 16 Abr 2018, 15:12

Aldenor escreveu:Eu prefiro que a aventura se encaixe mais ou menos no "objetivo pessoal" dos personagens, mas isso sou eu. Apesar de históricos complexos que eu gosto e costumo fazer, eu faço objetivos bem claros e simples: se aventurar, ajudar as pessoas, ser heroico, desenvolver poderes etc.
Era o que eu queria dizer, aventuras mais fechadas mas com ligação com os objetivos de cada um, pois é preciso idealização para se aventurar por algo que vai contra tudo que se acredita. Por isso agora a aventura virá depois das fichas prontas, para que eu saiba o que cada um quer. Claro que no início pode ser que o grupo encare apenas aquelas missões para ganhar alguns calos nas mãos e algumas moedas, mas depois eles entram no que querem fazer, então não tenham medo dos objetivos pessoais.
John Lessard escreveu:Dependendo dessa escolha do Aldenor, penso em um paladino (talvez de Valkaria) e gostaria de saber se no caso de fazê-lo, se ele poderia "brilhar" se tivesse habilidade no combate montado, armado com lança.
Segue o que eu disse anteriormente, as aventuras serão mais voltadas para os personagens, então certamente haverão desafios montados e torneios para o personagem participar, porque fazer um cavaleiro especialista em justa é não ter nenhum torneio para participar certamente é bem chato... E isso já começa a criar ideias de onde começar...

Turok é nativo de qual região?
Editado pela última vez por Aquila em 16 Abr 2018, 15:20, em um total de 1 vez.

Avatar do usuário
John Lessard
Mensagens: 5203
Registrado em: 10 Dez 2013, 11:03
Contato:

Re: TRPG - Contos da Taverna - Discussão

Mensagem por John Lessard » 16 Abr 2018, 15:18

Aquila escreveu:
Aldenor escreveu:Eu prefiro que a aventura se encaixe mais ou menos no "objetivo pessoal" dos personagens, mas isso sou eu. Apesar de históricos complexos que eu gosto e costumo fazer, eu faço objetivos bem claros e simples: se aventurar, ajudar as pessoas, ser heroico, desenvolver poderes etc.
Era o que eu queria dizer, aventuras mais fechadas mas com ligação com os objetivos de cada um, pois é preciso idealização para se aventurar por algo que vai contra tudo que se acredita. Por isso agora a aventura virá depois das fichas prontas, para que eu saiba o que cada um quer. Claro que no início pode ser que o grupo encare apenas aquelas missões para ganhar alguns calos nas mãos e algumas moedas, mas depois eles entram no que querem fazer, então não tenham medo dos objetivos pessoais.
John Lessard escreveu:Dependendo dessa escolha do Aldenor, penso em um paladino (talvez de Valkaria) e gostaria de saber se no caso de fazê-lo, se ele poderia "brilhar" se tivesse habilidade no combate montado, armado com lança.
Segue o que eu disse anteriormente, as aventuras serão mais voltadas para os personagens, então certamente haverão desafios montados e torneios para o personagem participar, porque um cavaleiro especialista em justa sem torneio para participar pode se frustrar... E isso já começa a criar ideias de onde começar...
Acabei conversando com Aldenor e irei de paladino msm e com essa notícia, terei bastante foco em luta montado.
Personagens em Pbfs:
Imagem Imagem Imagem Imagem Imagem

Avatar do usuário
Lord Seph
Mensagens: 13714
Registrado em: 09 Dez 2013, 17:50

Re: TRPG - Contos da Taverna - Discussão

Mensagem por Lord Seph » 16 Abr 2018, 15:22

Ele é de Zakharov.
Melhor queimar do que apagar aos poucos.
-Neil Young.
o lema dos 3D&Tistas
"-seremos o ultimo foco de resistência do sistema"
Warrior 25/ Dark Knight 10/ Demi-God.

Avatar do usuário
Aquila
Mensagens: 3394
Registrado em: 10 Dez 2013, 13:49
Localização: Lamnor
Contato:

Re: TRPG - Contos da Taverna - Discussão

Mensagem por Aquila » 16 Abr 2018, 15:25

Mas nada impede dois cavaleiros na aventura, embora isso certamente crie um foco sobre as missões que desejarão participar. Nada como um duelo amigável para fazer amigos...

Avatar do usuário
Aldenor
Mensagens: 17590
Registrado em: 09 Dez 2013, 18:13
Localização: Curitiba, PR

Re: TRPG - Contos da Taverna - Discussão

Mensagem por Aldenor » 16 Abr 2018, 15:57

Sou terminantemente contra personagens invadindo mesmo nicho dos outros hauehuehueahueahuea

Enfim, eu acho que vou com um personagem diferentão, embora Maedoc. BG e Ficha por MP em breve.
Imagem Imagem Imagem Imagem Imagem

Imagem Imagem

Avatar do usuário
Astirax
Mensagens: 1212
Registrado em: 06 Fev 2014, 18:02
Localização: Capivara City

Re: TRPG - Contos da Taverna - Discussão

Mensagem por Astirax » 16 Abr 2018, 23:24

Aquila escreveu: Para quem for mudar de personagem, comentem aqui como seus aventureiros reagiram a briga entre o jovem e Dominique, antes dos frequentadores da taverna e dos seguranças aparecerem para interferir.
Andy vai observar como ela se desenvolve, mas não vai interferir a menos que Dominique peça ajuda, pois Andy acredita que Varn não vai vencer se perdeu para dois bandidos.

Quando a Milicia, forças da Lei chegarem, ela irá apenas sugerir de irem embora, e quando as coisas acalmarem, discutirá com Hanz sobre o futuro, culminando que Andy perceberá que o melhor para ele é que volte para casa, para defender sua cidade e família.

O novo personagem será um Abençoado de Lena, mas a raça não decidi, voce esta vetando alguma raça?

Responder

Voltar para “Herdeiros da Guerra”